Organização financeira – Como começar

01/04/2019
Blog post

Por onde começar?

Antes que você pare de ler por aqui, prometo que é muito importante, é chato (MUITO CHATO MESMO!), mas é uma peça muito importante para alcançar sucesso!

Todo blogueiro e empreendedor necessita se importar com as movimentações financeiras do seu negócio. Se você quer que isso se torne sua fonte de renda, você precisa tratar isso com seriedade, é um negócio, trate como uma empresa desde o início. Mesmo que você tenha começado agora e ainda não esteja ganhando dinheiro, deixe tudo organizado para quando começar a ganhar já ter um sistema implantado.

Se você começar antes de ganhar dinheiro de fato, você estará melhor preparado para sucesso financeiro e isso vai lhe poupar MUITA dor de cabeça depois, quando o dinheiro estiver entrando.

Se você é autônoma e trabalha sozinha, suas financias não serão complicadas. Basta não fazer corpo mole.


Crie uma conta bancaria separada

Para cobranças e pagamentos relacionados ao seu novo empreendimento o ideal é ter uma conta que movimente esse dinheiro, SOMENTE ESSE DINHEIRO. Não misture pessoal e trabalho, isso é o que torna a organização complicada.

Se você recebe pagamento online você pode usar contas como Pagseguro ou PayPal. Não é necessário usar uma conta num banco tradicional. Busque pelas melhores taxas.

Se você trabalha com maquina de cartão de crédito, recomendo usar a SUMUP. De todas que eu pesquisei é que tem as melhores taxas para parcelamentos. (Clique aqui para ganhar 5% de desconto para comprar uma SUMUP)


Registre receitas

Essa parte é o que vai tornar suas anotações de receitas precisas. Especialmente quando você for declarar imposto de renda.

Sempre que receber dinheiro, documente! É a forma mais fácil de manter tudo registrado e compatível com o que está no banco.

CUIDADO: Nem tudo é receita.

RECEITA: Qualquer dinheiro pago pela realização de um trabalho (o que você vende). Se você vende bolos, sessões de coach, fotografias, enfim, receita é o dinheiro que você recebe de um cliente pela realização do serviço contratado.

O que não é receita:

  • Dinheiro que você transfere para a conta do seu negócio não é receita, é INVESTIMENTO;
  • Empréstimo que tenha feito, não é receita;
  • Reembolsos recebidos, não são receitas;

Resumindo: é imprescindível registrar o dinheiro que você ganhou com o seu trabalho.

DICA PRO: Registre receitas somente quando você recebê-las de fato. É um pouco confuso quando se lida com receita de publicidades ou programas de afiliados que tem política de 30 dias para pagar. Porem, na maioria dos casos você deve registrar receitas e despesas somente quando há movimentação do dinheiro. No seu caso: quando entrar ou sair da conta bancária.


Registre suas despesas

Você deve registrar e anotar o máximo de despesas relacionadas ao seu negócio. Somente assim saberá se está gerando lucro ou prejuízo.

Assim como as receitas, é necessário anotar as despesas assim que o dinheiro sair do banco. E tenha cuidado de anotar a despesa real.

Exemplos de despesas:

  • Publicidades – postagens promocionadas em redes sociais, campanhas;
  • Subcontratação de mão de obra – assistente virtual, gerente de redes sociais, designers, programadores;
  • Consultoria profissional – advogado, contador, coach, consultor;
  • Despesas fixas – hospedagem do website, mensalidade de software, energia, aluguel, internet, papel;
  • Viagens – custos de viagem a trabalho, para conferencias, eventos profissionais;
  • Alimentação – levar clientes para jantar, tomar café, qualquer gastos com alimentação relacionado ao trabalho;
  • Educação e treinamento – cursos, livros, webinar;
  • Taxas e juros de transações – cobranças para aceitar pagamentos online ou parcelados;
  • Comissões – programas de afiliados que você aceite;

Tudo que seja necessário para a prestação do serviço é considerado como despesa.


Ferramentas para Livros Contábeis

Você até pode se perguntar “tudo isso o app do banco faz”. Mas bancos também erram, mais do que eu gostaria de admitir. E o extrato bancário não vai demonstrar lucros e prejuízos.

Sua conta bancária pode estar positiva em R$500 e mesmo assim você ter um prejuízo de R$1.500. E por isso é vital manter registros de todo movimento financeiro.

Para isso quais ferramentas usar?

  • Lápis e papel: clássico, porém nada sustentável e tem que fazer os cálculos manualmente é vulnerável a erro;
  • Planilha do excel ou google ads: requer anotação manual de cada item que entra ou sai, porem o calculo é automático com fórmulas;
  • Estou testando alguns apps para indicar aqui;

Deixe Seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Próxima Postagem