Você pode fazer qualquer coisa, mas não pode fazer TUDO.

Você pode fazer qualquer coisa, mas não pode fazer TUDO.

Você precisa ouvir isso hoje? Algumas pessoas precisam ouvir isso todos os dias, basicamente.

A maternidade, a idade “adulta” e a sociedade nos faz pensar que podemos realizar TODAS AS COISAS. Exceto que você viva em uma realidade paralela, o dia consiste em 24 horas, nenhum segundo a mais, nenhum segundo a menos. Nessas 24 horas além de todas as funções maternas, temos as funções mulher, empreendedora, profissional, namorada… e ainda precisamos dormir!

Você pode fazer qualquer coisa, mas não pode fazer TUDO.

♡ Como fazer TUDO em 24 horas? 

É simples! Não é possível!

Não adianta ficar deprimida pensando que as crianças não tem uma mãe “perfeita”, que cuida da casa, do emprego, da educação, tem vida social, se exercita, traça e cumpre metas, tem cabelo sempre escovado, maquiagem com contorno, habilidades culinárias, corpo impecável… Porque? Para que se cobrar tanto?


1. Nada de procrastinar, ok?

⠀⠀♥ Faça uma lista de TUDO que você quer fazer;

⠀⠀♥ Agora coloque em ordem de tempo leva para finalizar a tarefa;

⠀⠀♥ Leva 2 minutos ou menos? FAÇA AGORA! Não deixe para depois;

⠀⠀♥ Leva mais de 2 minutos? Coloque essas tarefas em ordem de prioridade. Organize sua semana para finalizar o máximo de tarefas possíveis;

⠀⠀♥ SEM SE SACRIFICAR! Você merece fazer coisas por você também, ok?

2. Comemore TODAS as suas conquistas e pequenas vitórias.

⠀⠀♥ Defina uma meta: organizar o meu armário;

⠀⠀♥ Defina uma recompensa para quando finalizar: Assistir novo capítulo de Grey’s Anatomy;

⠀⠀♥ Assim a satisfação de terminar é muito mais saborosa para nós.

Nós somos muito eficientes em nos comparar com o melhor de todas as outras pessoas. Maior exemplo disso é o Instagram, onde todo mundo é feliz e sem problemas. Quem é que vai ficar mostrando os problemas? É muito mais fácil compartilhar o que é lindo. Nós não podemos avaliar nossa qualidade de vida com base no que os outros destacam em suas redes sociais.

Na verdade, deveríamos ser gratos pela nossa linda bagunça de cada dia. É ela que nos faz crescer e nos tornar uma versão melhorada de nós mesmos. É seriamente impossível fazer tudo e ser uma pessoa sã no final. Devemos encontrar a felicidade onde estamos neste exato momento. Aceitar que há muitas coisas que podemos fazer em um curto espaço de tempo e que tudo deve seguir uma ordem de prioridade. Sabe aquela frase “se custa sua calma, custa caro”? Poiséeeee! Não dá. Como mães somos capazes de fazer qualquer coisa, mas não podemos fazer tudo.

E você? O que você teve que comprometer para encontrar uma alegria/contentamento? O que você está disposta a abrir mão para encontrar o equilíbrio?